Enfermagem e de pesquisa, a visão de Aline Marques

Aline Marques

VER ENTREVISTA TRADUCIDA AL CASTELLANO

Traducción por: Silvia Rios (Enfermera del Complejo Asistencial de Toledo).

Desta vez, damos um passo no conhecimento dos profissionais de enfermagem, para que nós nos voltamos para Aline Silva Figueiredo Marques Teixeira.
Aline tem Bacharel em Enfermagem e Obstetrícia pela Escola de Enfermagem Anna Nery/ Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Mestre em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense – UENF, Especialista em Saúde da Família pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, Coordenadora do curso Superior de Enfermagem do ISECENSA em Campos dos Goytacazes/ RJ, Capacitadora do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Rio de Janeiro.

Ela é especialista em pesquisa sobre Saúde publica linhas de pesquisa formação de capital, a educação em saúde e acesso aos serviços de saúde.

Obras para ISECENSA Campos dos Goytacazes / RJ-Brasil

 

 

Traducción: Silvia Rios.

1.       Para começar, porque enfermeira? Qual é o contexto social e cultural da enfermagem no Brasil?

Inicialmente a escolha profissional se deu pela vontade de ajudar ao próximo, mas não sabia exatamente que instrumentos poderia utilizar. A formação em enfermagem me trouxe recursos, me instrumentalizou para esta ação.  A enfermagem ainda é uma profissão recente no Brasil, começou a ser reconhecida socialmente nos últimos 15 anos, até então, todos os profissionais da enfermagem eram reconhecidos como tendo a mesma formação. Do ponto de vista cultural, temos que evoluir muito nas práticas, do ponto de vista técnico e ético, uma vez que entendo ser urgente a implantação de protocolos assistenciais e gerenciais mais rigorosos.

2.       Vamos falar sobre o sistema de saúde, como é percebida a partir de fora do sistema de saúde espanhol? Que pontos fortes e fracos de shows de vista externos? Que semelhanças e diferenças encontradas no seu país?

Quando realizei minhas pesquisas para o mestrado, as leituras realizadas apontaram para o sistema de saúde espanhol como modelo de acesso aos serviços, descentralizado e eficaz para a população. Como pontos de vista fortes aponto a  descentralização, a integralidade das ações, o respeito à necessidade de cada demanda específica. Em relação aos pontos fracos considero necessário um conhecimento mais aprofundado para compreender, mas de fora do sistema, não percebo falhas.

3.       Em um ambiente em mudança como o atual Que papel você acha que os enfermeiros devem desempenhar neste novo cenário?INVESTIGACION ENFERMERA BRASIL

Acredito ser necessário e urgente o investimento nas instituições de ensino da enfermagem, além do investimento no sistema de saúde do Brasil. Neste novo cenário de saúde no Brasil, acredito que o enfermeiro precisa estabelecer seus espaços, realizar pesquisas, compreender a importancia da pesquisa para a profissão, o enfermeiro asistencial necessita executar sua prática com rigor técnico, o que muitas vezes não é possível pela falta de materiais nos hospitais públicos, o enfermeiro gerencial precisa entender sua dimensão no estabelecimento de protocolos, que deverão ser seguidos por todos os profissionais, e para isso, é necessário estudo e pesquisa, além do estabelecimento de políticas públicas sérias e eficientes.

4.       Você é um especialista em redes, estudando-os girar em torno O que motiva você investigar nesse sentido? Por que é importante para o desenvolvimento e compreensão desta área?

Estou conhecendo a metodología de redes, não sou especialista, embora já trabalhe com o método, com alguma variação, pois minha formação é voltada para a saúde pública, e trabalho com comunidades, executando ações em redes para que as ações tenham continuidade, mesmo quando o profissional enfermeiro não está presente junto à comunidade. Conheci o método através da professora Maria Pilar Marques, na ocasião de um Congresso Internacional no Brasil, e me encantei pelo método, encontrando base científico-metodológica para a execução do trabalho relacionado à prevenção de doenças, especialmente utilizando as crianças dos núcleos familiares como principais fontes de divulgação das informações em saúde, debido à cultura e estilo de vida da comunidade pesquisada.   Entendo ser importante a realização deste trabalho em redes, no sentido de garantir a integralidade da ações (falha nos serviços de saúde), acesso à informação em saúde, valorização da tecnología leve e principalmente no estímulo ao empoderamento “empowerment” de cada cidadão, no sentido de conquistar sua autonomía diante das escolhas para sua saúde e a saúde dos membros sob sua responsabilidade.

5.       ¿ Que conclusões você pode compartilhar com nós na luz de sua pesquisa? Qual é a influência sobre os cuidados de enfermagem?
INVESTIGACION ENFERMERA BRASILDurante os três anos que pesquiso esta comunidade através do projeto sócio-acadêmico da minha Instituição de Ensino Superior no Brasil – ISECENSA, utilizando o método de redes através das crianças dos núcleos familiares, observo o aumento no auto-cuidado, a participação social mais efetiva, porém ainda utilizo o método numa visão bastante experimental e com pouco dominio metodológico.
6.       Você mantém um patrimônio de pesquisa que você pode dizer sobre esta pesquisa? Qual é a influência sobre os cuidados de enfermagem?
Não posso dizer que tenho um patrimonio de pesquisa em relação a redes, mas na medida em que percebo a influencia positiva relacionada a sua aplicabilidade nos cuidados de enfermagem, percebo a necessidade do estímulo desta metodología entre os profissionais. Atualmente no Brasil temos utilizado a metodología de redes para auxiliar na divulgação dos protocolos de cuidados à dengue, desde o diagnóstico, até o estadiamento da doença, sinais de gravidade e cuidados ao paciente. Portanto, entendo necessária e fundamental a aplicação da metodología de redes nos cuidados de enfermagem.
7.       Redes de comunicação, tecnologias de 2,0 Quão importante merece esses paradigmas? Você acha que as equipes de enfermagem, em particular, deve prestar mais atenção?
É urgente e de extrema importancia que os profissionais da enfermagem realizem seus procedimentos e assistência utilizando métodos como redes de comunicação, ou outras tecnologías que favoreçam a disseminação de informações, re-dimensionem a amplitude do cuidado, favorecendo assim a saúde diante de seus varios aspectos.
8.       Voltando na comunicação, vamos comunicar bem? E o mais importante o que nós realmente sabemos como fazê-lo?
Acredito que não nos comunicamos como deveríamos, muitas de nossas orientações se perdem durante a cansativa jornada de trabalho, e uma das grandes armas da enfermagem, a tecnología leve, se perde no caminho, até porque há uma grande desvalorização desse tipo de tecnología em detrimento das tecnologías duras, e essa desvalorização desencadeia problemas como a desvalorização do conhecimento do profissional.
9.       A nível europeu existem grupos de pesquisa que as redes de comunicação de estudos e pesquisas que linhas de pesquisa em seu país? E o resto dos países que a rodeiam? Existe cooperação nessas investigações? Que fóruns?INVESTIGACION ENFERMERA BRASIL
A pesquisa no Brasil sofre problemas como falta de financiamento, desinteresse profissional, entre outros, não tive acesso a grupos de pesquisa sobre redes, e desconheço a cooperação com outros países. Como atuo em Saúde Coletiva e Saúde Pública, tenho muito interesse de estabelecer vínculos de investigação com outros países, pois esta troca de experiências será fundamental para o desenvolvimento das pesquisas.
10.    Análise de Redes Sociais (ARS) O que significa isso? Como você pode ajudar o nosso sistema de cuidados de saúde? E sobre enfermagem?
Acredito que a ARS atue dentro de uma perspectiva metodológica de disseminação de informações, utilizando como instrumento a tecnología leve, a partir do conhecimento de profissionais sobre temáticas variadas que envolvam o tema.
11.   Metodologia ARS Por que entrar neste campo de conhecimento? Você acha que os gerentes de centros de saúde devem olhar para estas metodologias e estudos? Por que um enfermeiro, um enfermeiro gestor deve prestar atenção?
A metodología torna-se relevante ao trabalho do enfermeiro na medida que potencializa qualquer ação, seja ela asistencial ou gerencial, ampliando assim a rede de informações e consequentemente impactando positivamente na saúde de modo geral.
12.   No Brasil, a importância que é dada à pesquisa em análise de rede social? É algo que está começando? Será que eles têm a difusão necessário?
O método ainda não está em ampla discussão nos principais fóruns, a pesar de já utilizarmos empíricamente sem perceber, quando realizamos capacitações, treinamentos e solicitamos que esas informações sejam compartilhadas. Já tem sido utilizado por exemplo, nas capacitações de DENGUE, porém poderia ser mais explorado. Penso que devemos divulgar seu impacto através dos resultados em pesquisas, e iniciar a aplicação em outros serviços para que os gestores de saúde tenham a certeza da eficacia do método. Acredito ser uma excelente solução para países populosos que demandem imensa quantidade de serviços e atendimentos de saúde. No Brasil já existem políticas de atenção em redes, porém as pesquisas ainda são poucas.
13.   Então, o que as enfermeiras desempenham papel no campo de redes de comunicação?
INVESTIGACION ENFERMERA BRASILPor trata-se de um método utilizado de modo empírico, nós enfermeiros utilizamos tímidamente, até por desconhecer sua importancia e eficacia. Como temos a necessidade imperativa de comunicação com nossas equipes e pacientes, é absolumente prudente que passemos a reconhecer o método e utiliza-lo de modo adequado, para aumentar sua eficiencia.
14.   No seu país, novos enfermeiros são treinados neste conhecimento em redes de comunicação? Estudos de enfermagem devem fazer incluir este campo do conhecimento?
Infelizmente não há treinamento para a utilização de redes de comunicação. É extremamente importante  que novos profissionais reconheçam e utilizem o método, e especialmente debe-se valorizar o ensino académico, uma vez que  poderão sair da graduação com as bases científicas do método, tornando mais fácil a excecução da estratégia.
15.   Em conclusão Como você incentivar uma enfermeira treinada em redes de comunicação?
A estratégia das redes de comunicação pode favorecer qualquer setor de saúde onde venha a ser aplicada. Em especial na minha área de saúde pública, o impacto nas comunidades é de extrema importancia, uma vez que auxilia na divulgação de informações e co-responsabiliza o indivíduo pela sua saúde, gerando cidadania, “empowerment”, refletindo positivamente no cotidiano dessas pessoas.  Logo, a partir dos resultados positivos, da divulgação científica dos mesmos, e o retorno à aplicabilidade, reavaliação e validação, obtém-se resultados concretos da importancia do método.

Desde nuestro blog queremos mostrar nuestro agradecimiento a Aline Marques por su colaboración. Esperando que contribuya al conocimiento de profesionales de la enfermeria, a enfermeras investigadoras más alla de nuestras fronteras.

Do nosso blog, queremos mostrar nossa gratidão a Aline Marques pela sua colaboração. Na esperança de contribuir para o conhecimento dos profissionais de enfermagem, a enfermeira investigadores além das nossas fronteiras.

Igualmente queremos agradecer a Silvia Rios Enfermera del Complejo Asistencial de Toledo, su ayuda para que este articulo haya sido posible.

GESTION DE ENFERMERIA

GESTION DE ENFERMERIA

3 Comments
Post a Comment

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: